Você sabe o que é um empreendimento biofílico?

Você sabe o que é um empreendimento biofílico?
21 jun. 2022

Esses projetos conseguem aproveitar as boas características da natureza, como a visão de um local, e inserir plantas e elementos que remetam ao natural em seu design

Não é segredo que a proximidade com a natureza é benéfica para o ser-humano, pois amplia a sensação de bem-estar e diminui o estresse. Já existem pesquisas que demonstram que passamos mais de 90% de nosso tempo em espaços fechados, incentivando a incorporação da natureza no desenvolvimento de um empreendimento biofílico, o que reflete na qualidade de vida dos seus ocupantes.

A biofilia é um conceito que passou a se integrar nos campos da arquitetura e do design. O relatório “O Impacto Global do Design Biofílico no Ambiente de Trabalho” descreve a biofilia como a “relação inata entre o homem e a natureza, além da necessidade que temos de permanecermos conectados a ela”. Abordamos esses benefícios em um artigo da Víncere Locações, que você pode conferir clicando aqui.

Se os impactos são positivos no campo profissional, eles também são perceptíveis em nossas residências, nosso local de segurança e o preferido nos momentos de relaxamento. Conforme o estudo:

“Muitas pesquisas confirmam a preferência humana pelo ambiente natural, ao invés do construído. Por exemplo, quando solicitadas a descrever a cidade ideal, as pessoas escolhem características não-urbanas com mais frequência, principalmente vegetação. Outros estudos mostram que uma vista agradável e natural pode aumentar consideravelmente o valor de uma casa”, diz a pesquisa da Human Spaces.

Outro estudo, da consultoria Terrapin Bright Green, traz uma versão mais poética sobre a participação da biofilia em vários comportamentos comuns dos seres humanos:

“Biofilia é a conexão inata do ser humano com a natureza. Ela ajuda a explicar por quais motivos somos cativados pela crepitação do fogo ou a quebra das ondas; por que uma visão do jardim pode ampliar nossa criatividade; os motivos e o medo trazido pelas sombras e pela altura; e o porquê a companhia de um animal e uma caminhada pelo parque tem um efeito regenerativo”.

Neste material, eles apontam alguns padrões e caminhos possíveis para ampliar as aplicações potenciais da biofilia no design de diversos ambientes.

O que considerar em um empreendimento biofílico

Com esse conceito em mente, um empreendimento biofílico visa integrar a natureza ao design de forma inteligente e efetiva. As características de um empreendimento biofílico são: grande presença de plantas e áreas verdes, valorização da iluminação e ventilação naturais e a possibilidade de contato com o ambiente exterior.

Não à toa, um dos projetos desenvolvidos pela Víncere Incorporadora, o Serra Juvevê, traz algumas características totalmente alinhadas ao projeto e design biofílico, como, por exemplo:

– Visão contemplativa da Serra do Mar;

– Aberturas para a entrada de luz e ventilação naturais: positivo do ponto de vista social e econômico, pois reduz a necessidade de iluminação ao longo do dia e de ar-condicionado, por exemplo;

– Suítes voltadas à face norte, privilegiando o ciclo circadiano de seus habitantes. Abordamos este conceito neste artigo;

– Fachada com a presença de plantas: além da sensação de bem-estar, elas contribuem para a redução dos ruídos urbanos e facilitam a manutenção da temperatura interna dos apartamentos.

Presença da natureza em sua totalidade

Um empreendimento biofílico não insere a esmo plantas em áreas específicas. Há um planejamento por trás de todo o projeto, incluindo a escolha dos materiais adotados em seu processo construtivo. A sensação de bem-estar se constrói com o uso de elementos da natureza no design desses espaços internos, caso de madeiras, pedras ou materiais que remetam à natureza.

Em uma rotina cada vez mais estabelecida dentro de espaços fechados, a conexão com a natureza acontece nessas pequenas relações do dia a dia: itens naturais na decoração, cuidar da horta ou das plantas da fachada, estar próximo dos seus animais de estimação, entre outras possibilidades.

No caso de um projeto como o Serra Juvevê, as áreas residenciais se iniciam no 11º andar e contam com uma vista da Serra do Mar: ou seja, esse cuidado foi uma preocupação já na concepção do projeto. A ideia é que a janela se torne uma extensão do ambiente, uma espécie de quadro vivo que pode ser observado a qualquer momento.

Um segundo cuidado está em aproveitar o que a natureza oferece de melhor, como a iluminação e a ventilação, além de criar estruturas que possibilitem o reaproveitamento de água.

A partir do aproveitamento da natureza, há uma preocupação com as partes internas, incluindo elementos que possam remeter ou inserir a natureza, caso das fachadas e de peças que estejam presentes nas áreas de circulação, como hall de entrada e outros ambientes comuns. O sucesso possibilita o desenvolvimento de sensações positivas, que nem sempre são percebidas de forma racional.

Faça um tour pelas plantas disponíveis no Serra Juvevê:

Duplex de 175 m2

– Duplex de 236 m2

Entre em contato e fale com um de nossos consultores para saber mais detalhes sobre o projeto.

COMPARTILHE:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Lavanderia funcional no apartamento: como organizar
Autor: Vincere Incorporadora

Lavanderia funcional no apartamento: como organizar

Independentemente do tamanho do espaço, é possível planejar uma lavanderia funcional e moderna no apartamento Quem nunca viu um...

Qual a diferença entre designer de interiores e arquiteto?
Autor: Vincere Incorporadora

Qual a diferença entre designer de interiores e arquiteto?

Muitos têm dúvidas entre qual profissional contratar em uma reforma ou na modificação de um cômodo de sua casa:...

Reforma do apartamento: veja alguns cuidados
Autor: Vincere Incorporadora

Reforma do apartamento: veja alguns cuidados

Planejamento, bons materiais e uma ajuda profissional podem fazer a diferença na reforma do apartamento: trazendo segurança e um...